Segunda, 15 de Abril de 2024 22:13
77981182798
Saúde Saúde Pública!

Barreirenses protestam em frente à Central de Regulação, em Barreiras

Caso de Saúde Pública! O povo paga por saúde! O povo precisa de saúde! O povo quer saúde! 

28/11/2023 21h42
Por: F. Silva Fonte: F. Silva
Barreirenses protestam em frente à Central de Regulação, em Barreiras

O povo paga por saúde! O povo precisa de saúde! O povo quer saúde! 

Hoje, 28 de novembro de 2023, aconteceu em Barreiras-BA, a 'Capital do Oeste'; 'Cidade do Futuro'; com excelência em qualidade de vida, inclusive, premiada com certificados e tudo, um protesto; uma manifestação de alguns cidadãos, em frente à Central de Regulação.

O movimento destoa dos adjetivos supracitados. - Mas enfim, qual seria o motivo de tal protesto? Fato é que alguns barreirenses com doenças e comorbidades estavam reivindicando algumas passagens, que lhes é de direito, diga-se de 'passagem', para fazerem os respectivos tratamentos de suas enfermidades fora dos domicílios.

A sigla é TFD, que significa Tratamento Fora do Domicílio. Fato é que essas pessoas alegam que o município de Barreiras está lhes negando o que lhes é de direito por lei, as famigeradas passagens.

  • Aí vai a pergunta que não quer calar: "como é que um município em destaque em qualidade de vida negaria direitos garantidos por lei? Eu nem acredito! Isso deve ser efeito déjavú de administrações passadas.
  • Será mesmo que isso já foi visto antes? Acredito eu que sim. Barreiras, 'Cidade Mãe', está se mostrando mais como madrasta. Do que adiante termos uma cidade de ficção científica com pontes para o "Éden" se o nosso povo morre à míngua nas UPAs e nos "hospitais do futuro?".

Mania de grandeza, todos têm! Porém, o que queremos é hospitais reais, onde cuidem com carinho de seres humanos, até porque, a saúde é dita pública, mas o povo paga por ela. 

  • O povo quer apenas o básico: hospitais com médicos e medicamentos. - Será que o povo tá errado? Será que é pedir demais?

"Ouçam a voz rouca do povo, que vem das ruas"; já dizia Ulysses Guimarães. - Quem não a ouve, não representa o povo, e paga o preço. 

Uma vez apelado para o bom senso da administração municipal, vamos acreditar que as reivindicação destes "pobres doentes" serão atendidas. - Eles só estão querendo viver; estão gritando e dizendo: "Socorro! Meu Deus! Eu não quero morrer!".

Por F. Silva.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.