Domingo, 23 de Janeiro de 2022 23:43
77981182798
Polícia Prisão

Formosa do Rio Preto: Polícia Civil prende o pai da menina estuprada e morta

"Crime hediondo"

07/01/2022 09h03 Atualizada há 2 semanas
535
Por: F. Silva Fonte: Blog Sigi Vilares
Formosa do Rio Preto: Polícia Civil prende o pai da menina estuprada e morta

Foi preso ontem, quarta-feira, 5, o pai da criança estuprada e que morreu na UPA de Luís Eduardo Magalhães, conforme uma matéria publicada no Blog do Sigi Vilares.

Segundo informações policiais, o caso ocorreu na zona rural do Município de Formosa do Rio Preto, onde uma criança de 03 anos de idade foi levada pelos pais com quadro vômito, febre, ao ser atendida por uma médica na UPA de LEM, a criança acabou não resistindo e vindo a óbito.

Com a avaliação, a médica denunciou à polícia que havia sinais de estupro na criança morta e o caso acabou sendo registrado na delegacia de polícia de LEM, que inicou as investigações.

Nas investigações, foi realizado também exames periciais que confirmaram sinais de estupro e que órgãos internos também foram afetados, sendo que o caso ocorreu na zona rural do município de Formosa do Rio Preto, onde a investigação foi dada continuidade naquele município.

Em entrevista ao repórter Naldo Vilares na Rádio Oeste FM, o delegado disse que ontem, após ouvir a mãe, que confessou e deu detalhes do crime cometido pelo marido, o que a mesma chamou de "satânica", que diante da confissão da mãe, o delegado Arnaldo Monte, responsável por Formosa do Rio Preto, prendeu o pai de 33 anos de idade, no momento que o mesmo estava no enterro da filha, sendo que o mesmo seria o principal suspeito do crime.

O delegado remeteu ao poder judiciário pedindo a prisão temporária enquanto se termina a investigação do caso e se ele teria cometido este mesmo crime contra outra filha do casal.

Fonte: Blog Sigi Vilares.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.