Domingo, 21 de Julho de 2024 06:48
77981182798
Agronegócio BASF

Estudo da BASF e Embrapa Revela Benefícios da Convivência entre Abelhas e Soja

Aumento de 13% na produtividade e múltiplos benefícios para agricultores e apicultores.

28/06/2024 16h36
Por: F. Silva Fonte: Portal do Agronegócio
Estudo da BASF e Embrapa Revela Benefícios da Convivência entre Abelhas e Soja

A BASF e a Embrapa divulgam os primeiros resultados de um estudo pioneiro sobre a convivência harmoniosa entre a sojicultura e a apicultura no Brasil. Realizado nas lavouras de São Gabriel (RS), Maringá (PR) e Dourados (MS) durante a safra 2022/23, o projeto demonstrou que é possível conciliar essas atividades com benefícios mútuos, seguindo práticas agrícolas responsáveis.

Segundo Décio Gazzoni, pesquisador da Embrapa Soja (PR), o sucesso da convivência depende do respeito às boas práticas agrícolas e ao diálogo constante entre sojicultores e apicultores. O estudo validou um protocolo que orienta desde o manejo integrado de pragas até a comunicação eficaz entre os envolvidos, garantindo a preservação dos polinizadores.

O protocolo inclui diretrizes como o Manejo Integrado de Pragas de Soja (MIP-Soja), que utiliza táticas para controlar insetos-praga sem prejudicar os inimigos naturais. "Monitoramento constante e uso seletivo de produtos são fundamentais para proteger as abelhas durante o florescimento da soja", explica Gazzoni.

Benefícios econômicos e ambientais foram comprovados pelos estudos prévios da Embrapa, que mostraram um aumento médio de 13% na produtividade da soja devido à polinização das abelhas. Isso se traduz em vagens mais numerosas e grãos mais pesados, garantindo uma colheita mais rentável para os agricultores.

Para os apicultores, a proximidade das lavouras de soja significou um aumento significativo na produção de mel, chegando a até 50 kg por colmeia durante a florada da cultura. Além disso, a extensão do período de florada proporciona múltiplas colheitas de mel ao longo do ano, sem a necessidade de suplementação alimentar artificial para as abelhas.

Rodrigo Casado, produtor de soja e mel em Maringá (PR), destaca os benefícios econômicos da combinação entre ambas as atividades. "A polinização pela soja nos proporciona uma renda extra consistente ao longo do ano, além de contribuir para a produtividade das lavouras", afirma.

Além dos benefícios diretos para agricultores e apicultores, a convivência entre soja e abelhas contribui para a redução das emissões de gases de efeito estufa, promovendo um impacto positivo no ambiente como um todo.

Maurício do Carmo Fernandes, gerente de Stewardship e Sustentabilidade da BASF, destaca a importância de conservar os polinizadores para o equilíbrio dos ecossistemas. "Essa interação não apenas melhora a produtividade agrícola, mas também preserva a biodiversidade e promove a sustentabilidade", ressalta.

A parceria entre BASF e Embrapa reforça o compromisso com o desenvolvimento de práticas agrícolas sustentáveis e seguras, promovendo avanços significativos na segurança alimentar e no desenvolvimento econômico do país.

Episódios de websérie sobre o projeto estão disponíveis

A parceria entre a BASF e a Embrapa também resultou em uma websérie com vídeos sobre diversos assuntos relacionados ao tema, como a união entre sojicultores e apicultores, qualidade do mel “de soja”, o calendário do cultivo em detalhes, tecnologia de aplicação de insumos, entre outros assuntos. Todos os vídeos estão disponíveis ao público na Fazenda BASF, o hub de conteúdo do agronegócio da BASF. Ao acessar, é necessário inserir um email e entrar no espaço virtual do Auditório, clicando na tela à direita.

Fonte: Portal do Agronegócio.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.