Domingo, 21 de Julho de 2024 08:12
77981182798
Política Pref. Mun. Barreiras

Pré-candidatos a prefeito de Barreiras enfrentam desafios ao elaborar planos de governo

O próximo prefeito governará com um orçamento aprovado pelos atuais vereadores que será apresentado pelo atual prefeito Zito Barbosa, o que certamente restringe significativamente a flexibilidade financeira do futuro gestor.

25/06/2024 15h02
Por: F. Silva Fonte: Caso de Política
Pré-candidatos a prefeito de Barreiras enfrentam desafios ao elaborar planos de governo

Com o início das Convenções Partidárias se aproximando em 22 dias, os pré-candidatos à prefeitura de Barreiras estão intensamente envolvidos na formulação de seus planos de governo. Entre compromissos políticos e reuniões, figuras como Otoniel Teixeira (UB), Danilo Henrique (PP), Tito (PT), Davi Schmidt (Novo) e Marciel Viana (PSOL), já começaram a delinear suas propostas para o município.

Independentemente de quem for eleito, o futuro prefeito terá pela frente um desafio monumental em 2025. O orçamento municipal para 2024 foi fixado em R$ 805.036.571,00, enquanto o município enfrenta uma dívida pública alarmante de aproximadamente R$ 930 milhões. Com juros e correções monetárias, essa dívida pode facilmente ultrapassar a casa de R$ 1 bilhão.

Diante desse cenário, muito além de boas peças de marketing, discursos convincentes e persuasivos, está uma realidade financeira desfavorável que se impõe. É crucial que os pré-candidatos desenvolvam propostas realistas, palpáveis e viáveis, evitando promessas eleitorais impossíveis de se cumprir.

O próximo prefeito governará com um orçamento aprovado pelos atuais vereadores que será apresentado pelo atual prefeito Zito Barbosa, o que certamente restringe significativamente a flexibilidade financeira do futuro gestor.

O próximo administrador de Barreiras precisará concentrar esforços em políticas públicas essenciais para a educação, saúde e assistência social. Além disso, será essencial buscar parcerias eficientes com os governos estadual e federal para captar recursos adicionais. Investimentos em áreas como cultura, lazer, turismo, industrialização, comércio, serviços e políticas ambientais também serão indispensáveis, apesar das dificuldades financeiras.

Para os cidadãos eleitores, é fundamental uma análise criteriosa das promessas. É imperativo avaliar se as propostas dos pré-candidatos são realmente executáveis, especialmente à luz da severa crise financeira que o município enfrenta. A grande questão é: de onde virão os recursos necessários para implementar essas promessas? A este questionamento, cabe que os candidatos venham a público e detalhem: de onde virá este dinheiro? Afinal, a Lei Orçamentária Anual (LOA), que prevê as receitas e fixa as despesas do governo municipal para o ano seguinte, indicando quanto será aplicado em cada área e de onde virão os recursos, tem prazo para ser aprovada até o dia 31 de dezembro. Não há mágica ou bola de cristal.

Diante disso, o eleitorado deve adotar uma postura de reflexão e análise crítica ao escolher seus líderes. Devem optar por aqueles que demonstram capacidade de enfrentar com maturidade os desafios financeiros e administrar o município com responsabilidade, criatividade e inovação.

O momento exige líderes preparados para transformar a adversidade em oportunidade, e a escolha do próximo prefeito e vereadores será crucial para o futuro de Barreiras.

Fonte: Caso de Política | Luís Carlos Nunes

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.