Domingo, 21 de Julho de 2024 07:24
77981182798
Política Tito

Pré-candidato Tito propõe transformar Hospital Municipal em Hospital Universitário da UFOB

Tito argumentou que o Hospital Universitário da UFOB pode ser criado em uma parceria entre os governos Federal, Estadual e municipal

12/06/2024 17h01 Atualizada há 1 mês
Por: F. Silva Fonte: Caso de Política
Pré-candidato Tito propõe transformar Hospital Municipal em Hospital Universitário da UFOB

Em entrevista concedida ao Programa do Sigi Vilares na manhã desta quarta-feira (12), na rádio Oeste FM, o pré-candidato a prefeito por Barreiras, Tito (PT), apresentou algumas propostas para a área da saúde em meio a um contexto de grave crise financeira na cidade. Tito destacou a importância de analisar a situação da saúde com serenidade e sem recorrer a soluções mágicas.

“É preciso que se analise a situação da saúde com serenidade e sem fórmulas mágicas. Estou incluindo em meu Plano de Governo a proposta apresentada pelo reitor da Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), para criar um hospital universitário em Barreiras. Caso eu seja eleito, vamos destinar as instalações do futuro hospital municipal para um hospital universitário, conforme nos foi apresentada a proposta pelo magnífico reitor da UFOB, Jaques Miranda. O próximo prefeito terá grandes dificuldades financeiras, e é preciso ter boas relações com os governos do Estado e Federal para encontrar saídas realistas que atendam a população”, afirmou Tito.

A fala do pré-candidato ocorre em um momento delicado. Na terça-feira (11), o atual prefeito Zito Barbosa (UB), encaminhou à Câmara de Vereadores um Projeto de Lei solicitando autorização para contrair uma dívida de R$ 10 milhões junto ao Banco do Brasil para a conclusão do novo hospital. A proposta pode ser votada ainda nesta quarta-feira (12), apenas um dia após o início de sua tramitação na Casa de Leis.

O Portal Caso de Política está atento às movimentações na Câmara de Barreiras e se compromete a apresentar à população o posicionamento e voto dos vereadores que podem apoiar ou não o aumento do endividamento da cidade, divulgando inclusive os votos individuais de cada parlamentar.

Conforme noticiado pelo Portal Caso de Política na noite de ontem (11), a situação financeira de Barreiras tem sido alvo de críticas e controvérsias. Ao assumir a prefeitura em 2017, o prefeito Zito Barbosa encontrou um endividamento municipal de R$ 68,3 milhões (12,92%). Atualmente, a dívida pública municipal encontra-se em R$ 920.861.960,57, distribuída entre R$ 216.946.737,82 em empréstimos e financiamentos, R$ 556.613.164,85 em parcelamentos previdenciários, R$ 109.355.014,37 em parcelamentos tributários, R$ 12.297.886,46 em precatórios e R$ 25.649.157,07 em outras dívidas contratuais.

A proposta de Tito para transformar o hospital municipal em um hospital universitário da UFOB parece uma alternativa viável, considerando o alto grau de endividamento da cidade e a necessidade de grandes investimentos em equipamentos, mobiliário, laboratório e insumos diversos.

Além dessa iniciativa, Tito também incluiu em seu Plano de Governo a implementação de um ponto de distribuição com restaurante popular em Barreiras, conforme proposta do reitor da UFOB. Durante o lançamento do Plano de Governo Participativo (PGP), o reitor Jaques Miranda ressaltou:

“Hoje, a Universidade Federal do Oeste da Bahia, com muita dificuldade, vem equipando um restaurante universitário que é enorme para as condições, inclusive, de funcionamento do campus, mas que abre a possibilidade para o município de Barreiras estabelecer parcerias para que, se o prefeito quiser e esse for o desejo, nós tenhamos também um ponto de distribuição com restaurante popular dentro do município. É importante que esse equipamento não seja exclusivo para estudantes, mas um grande equipamento feito com recursos públicos para servir mais de 10 mil estudantes, em um campus que hoje conta com 2.500 estudantes frequentando,” disse o reitor.

Os hospitais universitários são fundamentais para a saúde pública, combinando formação de profissionais, desenvolvimento de novas tecnologias e prestação de serviços à população. Funcionam como centros de excelência, melhorando constantemente os serviços médicos e elevando os padrões do Sistema Único de Saúde (SUS). Professores com Mestrado e Doutorado acompanham médicos residentes, garantindo supervisão qualificada e aprendizado aprofundado. Além disso, oferecem programas de educação continuada para atualizar profissionais de saúde. Apesar da diversidade em infraestrutura e tecnologia, todos desempenham um papel crucial em suas comunidades, promovendo inovação e desenvolvimento socioeconômico.

A proposta de Tito apresentada durante a entrevista sinaliza um esforço para enfrentar a crise financeira do município e buscar soluções sustentáveis para a saúde pública e o bem-estar da população.

Fonte: Caso de Política/Sigi Vilares.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.