Maciel Demir confraterniza com o “Boa Sorte F.C.”

3 min


Falar do futebol feminino brasileiro é mais do que lembrar de gols, vitórias, derrotas, lances marcantes e seus personagens. É falar sobre resistência, descaso e barreiras quebradas. Falar de futebol feminino, é lembrar de períodos de proibição, preconceito e amadorismo.

E todas estas situações supracitadas, são situações que ainda são vivenciadas no cotidiano de mulheres que buscam “dar um chute” no preconceito, no descaso e nas imposições da sociedade, para poderem mostrar a força do futebol feminino em todo o país.

E tentando romper essas barreiras e quebrar paradigmas, é que Vanda e Tuquinha, que são responsáveis pelo time Boa Sorte F.C., fazem o possível e o impossível para manter de pé este time, que mesmo sendo um dos principais times femininos da cidade de Barreiras, no interior da Bahia, possui pouco incentivo por parte do Poder Público e Privado.

O futebol feminino já deu várias alegrias para o Brasil, porém as autoridades “competentes” fazem uma cortina de fumaça e fingem que não veem a ascensão do esporte, fazendo com que a modalidade permaneça na semi-obscuridade.

As praticantes do esporte também o encaram como uma boa fonte de lazer, pois é praticado por pessoas de todas as faixas etárias, inclusive por “donas de casas” que buscam sair do sedentarismo de uma forma criativa e gostosa.

E foi justamente pensando nas dificuldades enfrentadas por essas mulheres, que Maciel Demir resolveu apoiar a causa. E desde o início de 2019 que time possui esse importante suporte por parte deste parceiro valioso.

A parceria já rendeu bons frutos, inclusive no ano de 2019, o time disputou a final feminina, sagrando-se vice-campeão contra o time Morada Nobre, no Estádio Geraldão, o maior de Barreiras.

E nesse domingo passado, 09 de fevereiro, Maciel foi o convidado de honra para participar de uma importante confraternização do time ao lado dos organizadores, jogadoras, amigos e simpatizantes do esporte.

“Eu agradeço pelo convite, fiquei lisonjeado. Estas garotas são guerreiras e merecem a liberdade e o apoio necessário para praticarem o esporte que gostam. Eu gostaria de ajudar um pouco mais, mas um dia com fé em Deus eu conseguirei. Gostaria de ajudar não apenas o Boa Sorte F.C., mas também às outras equipes e ao esporte como um todo. Deixo aqui os meus parabéns a Vanda e Tuquinha pela coragem e determinação com as quais “driblam” as dificuldade. Tenham em mim um parceiro e amigo. Falou Maciel Demir.

F. Silva.


Like it? Share with your friends!

Fredson Silva

Olá Leitor!
Estamos a disposição!
Fredson SilvaWhatsApp