Advertisement
Categories: Agronegócio

Exportações de mel cresceram 31,65% no 1º quadrimestre

As exportações de mel pelo Porto de Paranaguá cresceram 31,65% neste primeiro quadrimestre, comparado com o período em 2020. O produto natural que deixou o país pelo terminal paranaense movimentou, de janeiro a abril, US$ 12,48 milhões. Quase toda carga exportada é produzida no próprio Estado, que está entre os três principais produtores do país.

Nos quatro primeiros meses, 3.887 toneladas de mel natural foram exportadas pelo Porto de Paranaguá. No mesmo período, no ano passado, foram 2.952,6 toneladas. O Porto de Paranaguá é o segundo em exportação do produto.

“O mel é exportado em tambores que são despachados em contêineres. Os cinco principais destinos do produto que sai por aqui são Estados Unidos, Canadá, Austrália, Áustria e Bélgica”, diz o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.

Segundo ele, o crescimento das exportações paranaenses do produto segue uma tendência nacional. “O preço pago está mais alto, comparado com o que era pago nos anos anteriores. Essa valorização favorece e a alta do dólar acaba intensificando o comércio internacional também do mel”, afirma.

No primeiro quadrimestre do ano, o Brasil exportou cerca de 19.418 toneladas de mel natural. Durante todo o ano passado, as exportações brasileiras chegaram a 45.728,3 toneladas – US$ 98.560.461 de mel nacional vendido para o Exterior.

Em 2020, durante todo o ano, pelo Porto de Paranaguá foram exportadas 8.802,8 toneladas de mel – 19,25% das exportações nacionais. O volume enviado pelo porto paranaense gerou receita de US$ 17.268.526, durante os 12 meses. Os dados são do Ministério da Economia (ComexStat).

De acordo com a Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, considerando os dados do primeiro trimestre, o preço médio pago pelo mel paranaense foi US$ 3.146,3 por tonelada (US$ 3,15/kg).

Líder na produção nacional, o Paraná responde por mais de 38% do mel brasileiro. Considerando as produções por municípios, Ortigueira (região dos Campos Gerais) é um dos que mais produz mel no Brasil.

DATA

Dia 20 de maio foi estabelecido, desde 2017, pela Organização das Nações Unidas (ONU), o Dia Mundial das Abelhas. A data – que homenageia Anton Jansa, considerado o pioneiro da apicultura moderna no mundo – destaca a importância da polinização para o desenvolvimento sustentável.

Segundo a Secretaria estadual da Agricultura, no Paraná, assim como em todo território brasileiro, se desenvolve a exploração econômica e racional da abelha do gênero Apis e espécie Apis mellifera.

Fonte: APPA (ADMINISTRAÇÃO DOS PORTOS DE PARANAGUÁ E ANTONINA).

F. Silva

Recent Posts

Nota de Pesar pelo falecimento do empresário Antônio Lobake

É com grande tristeza e pesar que recebemos a notícia do falecimento do senhor Antônio…

4 minutos ago

Lyoto revela desejo por trilogia contra Mousasi e acredita que pode se manter em alto nível por ‘dois ou três anos’

Considerado, para muitos, um dos maiores nomes da história do MMA brasileiro, Lyoto Machida está realizado com…

5 horas ago

Após apelo da mãe, Caçador desiste de ajudar a procurar Lázaro

O caçador conhecido como Babaçu desistiu, na madrugada desta quarta-feira (23), de ajudar nas buscas…

5 horas ago

Brasil deve ter mudanças em jogo que pode garantir vaga nas quartas

O técnico Tite deu algumas pistas sobre a maneira como a seleção brasileira entrará em…

5 horas ago

Rio de Janeiro: casal é encontrado morto em apartamento no Leblon

Um casal foi encontrado morto em um apartamento no Leblon, zona sul do Rio, na noite…

6 horas ago

Blachowicz freia empolgação de Prochazka e sugere adversário antes de luta por título

A grande fase de Jiri Prochazka no Ultimate não foi suficiente para convencer Jan Blachowicz. Campeão dos meio-pesados…

6 horas ago