Categories: Política

Lídice reclama de ‘falta de coragem’ do Congresso para conter Bolsonaro

A deputada federal Lídice da Mata (PSB-BA), avaliou, hoje (6), em entrevista a Mário Kertész, na Rádio Metrópole, que o Congresso não tem “coragem” para tomar atitudes contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Na pandemia de Covid-19, o chefe do Executivo resiste a decretar um lockdown geral, defende o uso de medicamentos sem eficácia comprovada, promoveu aglomerações e atrasou a compra de vacinas. Para Lídice, o Congresso já poderia ter se posicionado desde o mandato de Rodrigo Maia (DEM-RJ), como presidente da Câmara.

“Essa é a questão. Faltou a Rodrigo decisão política, coragem para fazer como devia ser feito. A conciliação não é uma medida a ser tomada sempre. Há um momento em que é preciso romper, conciliar os interesses significa romper com aquele movimento estabelecido. Nós estamos agora diante de um quadro mais complexo, que é uma adesão dos presidentes da Câmara e do Senado, com limites, mas uma adesão na essência ao governo, à participação no governo, embora o presidente Lira tenha feito um discurso há duas semanas dando sinais de irritação. No entanto, aderiu agora mais com a indicação de Flávia Arruda. Até quando o Brasil vai continuar sendo governado por interesses tão menores? A adesão do Centrão ao governo está levando a essa situação, o esgarçamento social. Nós, da oposição, precisamos pressionar Arthur Lira para que ele tenha consciência de sua responsabilidade”, disse.

A deputada ainda avalia que o presidente “joga no caos”, mas acredita que posturas extremistas como as de Bolsonaro e seus apoiadores perderam força após a derrota de Donald Trump nos Estados Unidos. “Ele joga no caos. O caos é isso, é deixar a população sem proteção, achando que só um poder como o poder dele pode retirar a população nessa situação. Há uma mudança, no entanto. No início dessa crise o presidente estava super forte e tinha criado ‘a moda do extremismo’. Todo mundo se achava no direito de ser extremista, xingar o outro no meio da rua, fazer absurdos. Era o caos real. Sob a ideia da liberdade de expressão ao extremo. Mas tenho a impressão de que isso caiu de moda com a derrota do Trump”, pontuou.

Fonte: Portal Metro 1.

F. Silva

Recent Posts

Bahia vence o ‘Bahia de Feira’ e se mantém no G-4 do Campeonato Baiano

O time de transição do Bahia superou o Bahia de Feira neste domingo (18), por…

2 horas ago

Bruno De Luca chora após Fernanda Souza dizer que ele a ‘salvou’ na escola

Bruno de Luca, 38, se emocionou com uma declaração da amiga, Fernanda Souza, 36. A…

4 horas ago

Morre Valcecy Oliveira, o Valdecy da Perfil, empresário e agenciador de empregos em Barreiras

Barreiras se despede do empresário, amigo e pai de família Valdecy Oliveira, conhecido como Valdecy…

5 horas ago

Salvador registra nove homicídios no sábado, diz SSP

De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), foi registrado um total de…

6 horas ago

Prefeitura de Barreiras determina novas restrições a partir de segunda, 19

A Prefeitura Municipal de Barreiras, publicou no final da noite deste sábado, 17, novas medidas…

6 horas ago

Roberto Jefferson virá a Barreiras lançar ‘Tio Emílio’ como o candidato a deputado federal do Oeste da Bahia

Presidente Nacional do PTB lançará Emílio Bacelar como o candidato a deputado federal oficial do…

11 horas ago