Poesia: Arte, cultura e educação

1 min


Sei por onde andei, cada flor que toquei, cada pedra que foi obstáculo e eu tive que desviar.

Mas também sei que em nenhum momento perdi minha honestidade, minha fé, minha esperança. Nas horas difíceis gritei, chorei, segurei firme nas mãos que se estenderam.

Tenho certeza que o destino é incerto, não sei para onde a vida vai me levar, onde vou tropeçar, nem se vou cair, mas se eu cair me manterei firme na minha dignidade, não vou desviar o olhar.

Posso chorar, gritar e me desesperar, mas estarei sempre forte no meu propósito perante Deus.

Seleção: J. M. Oliveira.


Like it? Share with your friends!

Fredson Silva

Olá Leitor!
Estamos a disposição!
Fredson SilvaWhatsApp