Categories: Cultura

Poesia: Arte, cultura e educação

Sei por onde andei, cada flor que toquei, cada pedra que foi obstáculo e eu tive que desviar.

Mas também sei que em nenhum momento perdi minha honestidade, minha fé, minha esperança. Nas horas difíceis gritei, chorei, segurei firme nas mãos que se estenderam.

Tenho certeza que o destino é incerto, não sei para onde a vida vai me levar, onde vou tropeçar, nem se vou cair, mas se eu cair me manterei firme na minha dignidade, não vou desviar o olhar.

Posso chorar, gritar e me desesperar, mas estarei sempre forte no meu propósito perante Deus.

Seleção: J. M. Oliveira.

F. Silva

Share
Published by
F. Silva

Recent Posts

Ex-senador Casildo Maldaner morre aos 79 anos

O ex-senador por Santa Catarina Casildo Maldaner (MDB), morreu na noite desta segunda-feira (17), aos…

3 minutos ago

Jorge Jesus rasga elogios a Arão e manda recado especial após marca pelo Flamengo

Jogador que mais vestiu a camisa do Flamengo no atual elenco, Willian Arão completou 300…

43 minutos ago

Mãe da filha de MC Kevin diz que não sabe como contar sobre morte à menina

Mãe da filha de MC Kevin, nome artístico de Kevin Nascimento Bueno, Evelin Gusmão recorreu…

48 minutos ago

Número de mortos em fila de leitos da UTI volta a acelerar e chega a 698 em SP

A quantidade de pessoas que morreram à espera de leitos de UTI (Unidade de Terapia…

53 minutos ago

Augusto Aras confirma à CPI investigação no STJ contra Rui Costa

A Procuradoria-Geral da República enviou à CPI da Covid, que apura a atuação do governo…

2 horas ago

Brasileiro Centro-Oeste da FBJJ tem alto nível técnico na faixa-preta e coloridas roubam a cena; resultados

Durante todo o domingo (16), em Ceilândia, no Distrito Federal, aconteceu o Brasileiro Centro-Oeste da…

3 horas ago